3 de dezembro de 2021

IOK conta com departamento de pesquisas responsável por mensurar a inclusão social de pessoas com deficiência

Equipe transdisciplinar atua com instrumentos que identificam o perfil e o grau de inclusão

Responsável pelo atendimento de quase 4 mil beneficiários em suas oficinas inclusivas de artes e esportes, o Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural também desenvolve um importante trabalho que mensura a inclusão de pessoas com deficiência. A organização sem fins lucrativos conta com um Departamento de Pesquisas e Desenvolvimento, formado por mestres e doutores que atuam na elaboração de instrumentos que aplicam essa medição.

A aplicação destes instrumentos é feita nas oficinas realizadas por projetos aprovados pelo IOK, sendo continuamente aperfeiçoada e ampliada, a fim de contemplar contextos governamentais e corporativos.

A partir da identificação de demandas socioculturais, o departamento propõe soluções que subsidiem o progresso institucional e de desenvolvimento humano, por intermédio de evidências científicas e metodologias inovadoras, a fim de fundamentar a tomada de decisão pública no que diz respeito à promoção da equidade e da qualidade de vida._____________________________

____________

Os fundamentos do setor estão amparados no reconhecimento da pesquisa como meio de melhoria das condições de qualidade de vida das pessoas com ou sem deficiência. A complexidade dos arranjos sociais exige que a pesquisa seja democrática, educativa, atualizável e sistêmica.

O trabalho realizado envolve etapas teóricas e práticas. A etapa teórica consiste em revisar a bibliografia existente, como artigos científicos, convenções nacionais e internacionais, declarações de direitos humanos, leis e regulamentos, entre outros documentos pertinentes. A etapa teórica embasará a etapa prática, que contemplará a confecção de novos materiais, sendo que os mesmos apresentam viés científico, surgindo de uma demanda institucional e que, atualmente, perpassam a perspectiva governamental.

Inicialmente, as demandas institucionais pautavam-se em mensurar o impacto das oficinas realizadas pelo Instituto Olga Kos para os beneficiários, no qual o corpo técnico produziu e, atualmente, aprimora as metodologias de avaliação. Assim como elabora relatórios e pareceres das atividades realizadas, a fim de mensurar os resultados obtidos.

Tais demandas incipientes reforçaram a necessidade de atuação deste departamento sob maior abrangência, envolvendo a esfera governamental. A fim de permitir a expansão de aplicação das metodologias desenvolvidas para a mensuração de instrumentos em oficinas internas, em contextos sociais atuais e mais abrangentes, visando a ampliação da visão institucional de inclusão, contemplando não somente pessoas com deficiência, mas a diversidade social em sua totalidade.

O monitoramento dos projetos e programas sociais realizados e/ou apoiados pelo IOK são avaliados a partir de metodologia aplicada a fim de gerar instrumentos que mensuram o impacto do respectivo projeto e/ou ação. Atualmente, os instrumentos que estão em desenvolvimento são: Índice Nacional de Inclusão Olga Kos (INIOK), Indicadores de Desenvolvimento Olga Kos (IDOK) e Escala Cidadã Olga Kos (ECOK).