17 de dezembro de 2020

Finalização do projeto: Luz Música e Inclusão

Participantes produziram diversos instrumentos musicais e canção em material registrado em documentário

A música é elemento presente na vida de todos e tem o poder de gerar vários sentimentos e sensações. Para pessoas com deficiência existe outro fator: a música também tem efeito terapêutico.

Vinicius, 10 anos, tem Síndrome de Down e é um bom exemplo disso. “Desde bebê ele gostava de músicas e da sonoridade dos instrumentos musicais. O seu favorito até hoje é o pandeiro”, afirma a mãe, Francine.

O garoto é um dos beneficiários do Instituto Olga Kos, que atende em São Paulo cerca de 3 mil crianças, adolescentes e adultos com deficiência intelectual por meio de projetos culturais e esportivos, além de pessoas sem deficiência que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

Ele participou do projeto Música, Luz e Inclusão, realizado em parceria com a Enel, empresa distribuidora de energia em São Paulo, que utilizou a música como ferramenta de inclusão social. A princípio, a ação seria realizada de forma presencial. Porém, com a pandemia as atividades foram realizadas em casa, utilizando a internet como meio de conexão entre o IOK e os participantes.

A ação, que durou de outubro a dezembro de 2020, promoveu a confecção de objetos musicais feitos com materiais recicláveis e a interação com instrumentos tradicionais, que foram disponibilizados pelo IOK para retirada na entidade, além do exercício de cantar uma canção criada para a ocasião. A letra dizia: “Sinta a nossa energia. Ela é de pura de alegria. E a inclusão é a nossa luta todo dia”.

O resultado foi impactante. Os pontos mais destacados foram: maior sensação de bem-estar, mais concentração nas atividades e novos ganhos de comunicação. “Uma das dificuldades do Vinicius é a fala. Notamos que a interação com o pandeiro gera o desenvolvimento da comunicação, pois ele tenta cantar alguma música acompanhada das batidas no instrumento”, relata a mãe do menino. Mais detalhes do projeto podem ser conferidos acessando  https://pt-br.padlet.com/padolgakos/musicaluzinclusao ou assistindo o documentário da ação no YouTube.

Música e arte são ferramentas extremamente importantes de inclusão social. A ação também tem grande impacto nas melhorias de aquisições motoras e cognitivas. Tudo isso beneficia a pessoa com deficiência, mas também traz ganhos para a família e a sociedade”, afirma Silvia Liz, responsável pelo departamento de cultura do Instituto Olga Kos.

Vale ressaltar que o instituto teve ação pioneira desde o início da pandemia ao promover a continuidade das atividades por meio da internet. Os participantes realizaram atividades culturais e esportivas em casa, garantindo a segurança de todos.

O documentário final você pode conferir aqui: