19 de janeiro de 2016

Secretaria da Pessoa com Deficiência e Câmara Municipal homenageiam entidades que promovem inclusão de pessoas com Síndrome de Down

Nesta sexta-feira, 20 de março, véspera do Dia Internacional da Pessoa com Síndrome de Down (21/03), a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida (SMPED) apoiará a sessão solene na Câmara Municipal que homenageará três das principais entidades brasileiras que promovem, por meio de diversas ações, a valorização e a inclusão de milhares de pessoas com Síndrome de Down. As homenageadas serão à APAE de São Paulo, Instituto Olga Kos de Inclusão Social, e Associação Carpe Diem. O evento é uma iniciativa do vereador Dr. Rubens Calvo.

Durante o evento, centenas de pessoas com Síndrome de Down ocuparão as cadeiras normalmente usadas pelos vereadores e farão o uso da palavra em mensagens de combate ao preconceito. Haverá também esquete do musical Cats e apresentação de aula de Karate com os participantes das entidades homenageadas.

Considero o trabalho dessas entidades fundamentais e complementam as ações adotadas pelo poder público. Pessoas com Síndrome de Down podem desenvolver suas habilidades e atingir um bom nível de autonomia desde que haja condições favoráveis. Isso inclui o apoio e estímulo da família, educação inclusiva de qualidade, e ações para inserção no mundo do trabalho”, comenta a secretária municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, Marianne Pinotti.

A Síndrome de Down é causada pela presença de um terceiro cromossomo no par 21, totalizando 47 ao invés de 46 cromossomos como a maior parte da população. Apesar do comprometimento intelectual e de algumas características físicas semelhantes, cada indivíduo tem a sua própria personalidade, sendo um ser único. Estima-se que a incidência da Síndrome ocorre em um a cada 700 nascimentos, sendo a alteração genética mais comum que existe.

convite-2015

Sobre o Dia Internacional da Pessoa com Síndrome Down

A Federação Brasileira das Associações de Síndrome de Down (FBASD) pediu em 2010 o apoio do governo brasileiro para que a data entrasse no calendário oficial da ONU. Em 2012 e com co-patrocínio de 78 países, o Brasil logrou que adotassem uma resolução que decide estabelecer o dia 21 de março (21/3) como o Dia Internacional da Síndrome de Down. O dia foi escolhido porque a data se escreve como 21/3 (ou 3-21, em inglês) – uma alusão à trissomia do cromossomo 21, indicador da Síndrome de Down.

As homenageadas

  • Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural

Criado há oito anos, o Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural atende pessoas com deficiência intelectual, particularmente Síndrome de Down, e em situação de vulnerabilidade social, por meio de oficinas de artes e esportes, com um único objetivo: abrir um canal de comunicação pela arte e pelo esporte, e, por meio deles, proporcionar a integração com inclusão.

Os projetos reúnem artistas plásticos, arte-educadores, pedagogos, psicólogos, educadores físicos e profissionais multimídias.

 

  • APAE de São Paulo

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE de São Paulo, com o intuito de promover a prevenção e a inclusão da pessoa com deficiência intelectual, atua da infância ao envelhecimento. Para garantir cidadania, a organização de 1961 estimula o desenvolvimento de habilidades que favoreçam a vida escolar e produtiva. Seu objetivo é ser instrumento de mudança e difusor de conhecimento.

 

  • Associação Carpe Diem

A organização trabalha para que pessoas com deficiência intelectual tenham o desejo de serem incluídas na sociedade com autodeterminação para influenciar e promover a diversidade. Com 18 anos de atuação, a Carpe Diem oferece diversos programas para adultos e jovens com deficiência intelectual e suas famílias, além de serviços para empresas e para a comunidade.

Serviço: Sessão Solene em celebração ao Dia Internacional da Síndrome de Down

Data: 20/03/2015

Hora: 14h às 17h

Local: Câmara Municipal de São Paulo

Endereço: Viaduto Jacareí, 100, Auditório 1º de Maio, Centro