19 de janeiro de 2016

Alunos pintam e se divertem em oficina no Estúdio Gustavo Rosa

No sábado, dia 29, 32 crianças e jovens, em dois turnos, participaram de oficina realizada pelo Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural, no Estúdio Gustavo Rosa. Gratuita e aberta ao público infantil em geral. A oficina contou com 15 alunos do Instituto, que atende pessoas com deficiência intelectual, particularmente Síndrome de Down.

A oficina foi realizada no próprio ateliê do artista, por profissionais multidisciplinares do Instituto que trabalharam com Gustavo Rosa. As técnicas ministradas foram inspiradas nas obras dele.

Antes de pegar nos pinceis, os alunos foram para a praça em frente ao Estúdio, onde fizeram uma dinâmica de grupo. Não só os alunos, mas os pais que acompanhavam seus filhos se divertiram muito com as ações propostas pelas arte-educadoras.

Devidamente relaxados, os alunos foram levados para a parte superior do Instituto, onde tiveram uma verdadeira aula sobre a trajetória de Gustavo Rosa. A secretária executiva do espaço, Amarilis Fiorini, mostrou as diferentes fases do artista retratadas em suas obras. O diretor do Estúdio, Roberto Rosa, colaborou fornecendo informações valiosas sobre a carreira do irmão. O ponto alto da ‘aula’, no entanto, foi quando todos foram levados a uma sala trancada a sete chaves onde estava o último desenho feito por Gustavo e que não deu tempo de o artista pintar – ele faleceu em novembro do ano passado.

Em seguida, todos desceram para o estúdio propriamente dito, onde Gustavo realizava suas obras. E foi entre obras de Gustavo e seus materiais de trabalho que os alunos começaram a fazer os seus trabalhos. Primeiramente lhes foi proposto fazer um fundo colorido na tela. Depois, cada um fez a sua pintura sobre o fundo, inspirada em animas pintados por Gustavo. O resultado foram trabalhos de uma beleza e sensibilidade impressionantes.

Parceria – Em 2009, Gustavo Rosa, sempre envolvido com causas sociais, firmou parceria com o Instituto Olga Kos, que oferece oficinas de arte para crianças, jovens e adultos com deficiência intelectual, particularmente Síndrome de Down. Visitou, então, diversas instituições parceiras do Instituto, para as quais levou sua arte.

Confira as fotos nos links abaixo: