27 de março de 2019

Rock your socks acontece no Brasil pela primeira vez

Criado na Suécia, movimento vai ser promovido pelo Instituto Olga Kos na 5ª edição da Corrida e Caminhada pela Inclusão, que acontece no Pacaembu, em São Paulo, no próximo domingo, 31 de março

 

Capriche nas meias. Abra a gaveta, escolha as mais coloridas e diferentonas e calce nos pés. Mas nada de um par de meias iguais. Tem que ser uma de cada cor, uma de cada desenho, uma de listrinhas, outra de bolinhas; uma do Homem Aranha, outra do incrível Hulk. É isso aí. É para usar diferente para mostrar que é tudo igual.   

A ideia veio lá da Suécia quando Nathea, uma menina de 10 anos, pediu no Facebook que todos postassem fotos com meias diferentes para celebrar o Dia Internacional da Síndrome de Down, em 21 de março — uma alusão à trissomia do cromossomo 21, característica das pessoas com a síndrome. Nathea tem uma irmã velha com a síndrome. “As pessoas acham que quem tem Síndrome de Down é diferente”, diz ela. “Sim, minha irmã é diferente, mas ser diferente é bom e engraçado.”   

Batizado de Rock your socks (algo como Balance suas meias), o movimento foi adotado em 2015 pela Swedish National Down Syndrome Association  e ganhou o mundo. Celebridades e jogadores de futebol como Lionel Messi e Sergio Agüero abraçaram a causa e postaram fotos com meias chamativas nas redes sociais.

         Agora, no Brasil, para reforçar a ideia de inclusão social e de que somos todos iguais, o Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural (IOK) promove o Rock your socks durante a 5ª edição da Corrida e Caminhada pela Inclusão, que acontece no próximo dia 31 de março, domingo, na região do estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP). A largada está prevista para às 7h na praça Charles Miller, em frente ao estádio. Dois percursos, um de 5k e outro de 10k, são para os corredores; e um de quilometragem livre para os que preferem caminhar.

         O evento conta com 10 mil inscritos. Além deles, cerca de 2 mil beneficiários do IOK e seus familiares participarão da atividade. A ideia é que 24 mil meias chamativas e diferentes saiam colorindo as ruas. A Corrida faz parte das comemorações do Dia Internacional da Síndrome de Down. No Brasil, estima-se que 300 mil pessoas têm a Síndrome de Down e que 30 mil estejam em São Paulo. 

 

SERVIÇO

Corrida e Caminhada pela Inclusão

Domingo, 31/3, às 7h

Largada: Pça Charles Miller, em frente ao estádio do Pacaembu