26 de junho de 2019

Inclusão na faixa

Encerramento de oficinas de Taekwondo beneficiaram 100 pessoas 

 

Uma apresentação com instrutores e participantes, mais entrega de medalhas e certificado com a presença dos mestres. Essas foram as atividades do encerramento do projeto Taekwondo VII. As oficinas, gratuitas, foram ministradas por uma equipe multidisciplinar composta por educadores físicos e psicólogos, entre outros, durou pouco mais de um ano e beneficiou cem pessoas entre deficientes intelectuais e sem deficiência, mas em situação de vulnerabilidade social. 

O objetivo do projeto foi trabalhar os aspectos físicos e motores dessas pessoas e aumentar a consciência corporal, além de estimular a interação social, os aspectos cognitivos e promover a participação da família no processo de inclusão social. “A prática esportiva beneficia não somente o corpo e a qualidade de vida, mas, também, a capacidade emocional, cognitiva e social do indivíduo”, afirma Natália Monaco, coordenadora do departamento de pesquisa do IOK. As artes marciais, em particular, contribuem também para o desenvolvimento de aspectos comportamentais como respeito e disciplina. 

As oficinas do projeto aconteceram em instituições parceiras do Instituto Olga Kos: Associação VEM SER, no Sacomã; APAE Diadema; e CEU Casa Blanca.

Encerramento projeto Taekwondo VI com a turma reunida